Funcionalidade compartilhada em plugins e temas

8

Comecei recentemente a desenvolver plugins e temas e descobri que preciso usar várias funções em ambos.

Em algum momento penso em verificar se a função / classe existe antes de declarada como dito neste post: Quando verificar se existe uma função

Mas isso é considerado como prática ruim. Qual é a melhor prática para evitar conflitos e manter temas & plugin funciona de forma independente, sem um dos temas / plugin instalado?

    
por Jeg Bagus 13.10.2012 / 05:12

1 resposta

12

Ações & Filtros

A melhor maneira de imho é usar uma ação para trazer as funções do plugin para os temas.

Exemplo # 1

Aqui está um pequeno plugin para testar isso.

<?php 
/** Plugin Name: (#68117) Print Hello! */
function wpse68117_print_hello()
{
    echo "Hello World!";
}
add_action( 'wpse68117_say', 'wpse68117_print_hello' );

Dentro do tema:

<?php
/** Template Name: Test »Print Hello!« Plugin */
get_header();
// Now we call the plugins hook
do_action( 'wpse68117_say' );

O que acontece agora / O kool kid

Desta forma, não temos que verificar a existência de uma função, um arquivo, uma classe, um método ou até mesmo um (não faça isso!) global $variable . O estagiário de WP global já leva isso para nós: Ele verifica se o nome do gancho é o filtro atual e o anexa. Se isso não existe, nada acontece.

Exemplo # 2

Com o nosso próximo plugin, estamos anexando uma função de retorno de chamada que leva um argumento.

<?php 
/** Plugin Name: (#68117) Print Thing! */
function wpse68117_print_thing_cb( $thing )
{
    return "Hello {$thing}!";
}
add_filter( 'wpse68117_say_thing', 'wpse68117_print_thing_cb' );

Dentro do tema:

<?php
/** Template Name: Test »Print Thing!« Plugin */
get_header();
// Now we call the plugins hook
echo apply_filter( 'wpse68117_say_thing', 'World' );

Desta vez, oferecemos ao usuário / desenvolvedor a possibilidade de adicionar um argumento. Ele pode tanto echo/print a saída, ou até processá-lo ainda mais (no caso de você ter uma matriz em troca).

Exemplo # 3

Com o terceiro plugin, estamos anexando uma função de retorno de chamada que leva dois argumentos.

<?php 
/** Plugin Name: (#68117) Print Alot! */
function wpse68117_alot_cb( $thing, $belongs = 'is mine' )
{
    return "Hello! The {$thing} {$belongs}";
}
add_filter( 'wpse68117_grab_it', 'wpse68117_alot_cb' );

Dentro do tema:

<?php
/** Template Name: Test »Print Alot!« Plugin */
get_header();
// Now we call the plugins hook
$string_arr = implode(
     " "
    ,apply_filter( 'wpse68117_grab_it', 'World', 'is yours' )
);
foreach ( $string_arr as $part )
{
     // Highlight the $thing
     if ( strstr( 'World', $part ) 
     {
         echo "<mark>{$part} </mark>";
         continue;
     }
     echo "{$part} ";
}

Este plugin agora nos permite inserir dois argumentos. Podemos salvá-lo em $variable e processá-lo ainda mais.

Conclusão

Com o uso de filtros e ações, você está dando melhor desempenho, evitando verificações desnecessárias (compare a velocidade de function_*/class_*/method_*/file_exists ou a pesquisa por um global com in_array() para pesquisas de filtro de ~ 1k (?)). Você também evita ter todos esses Avisos desnecessários para não definir variáveis, etc., pois o plugin se preocupa com isso.

    
por kaiser 13.10.2012 / 05:40